Mosteiro de Alcobaça

Mosteiro de Alcobaça


O Mosteiro de Alcobaça integra a Lista do Património Mundial da UNESCO desde Dezembro de 1989 tendo como base dois critérios de classificação: o facto de ser representativo de uma obra-prima do génio criativo da humanidade e ser um excelente exemplo de um conjunto arquitetónico ilustrando um período significativo da história da humanidade.

O primeiro critério preenche-se pela grandeza das dimensões do edifício, a pureza e luminosidade arquitetónicas, a beleza do material, o rigor na execução, o facto de ser uma obra-prima da arte gótica cisterciense, o ser um enorme testemunho da estética e do ideal ascético que caracteriza as primeiras construções da Ordem de Cister e os túmulos de D. Pedro e de D. Inês, considerados das mais belas esculturas funerárias góticas. O Mosteiro é por outro lado um excelente exemplo das infraestruturas hidráulicas e de edifícios monásticos funcionais medievais com o Claustro, a Sala do Capítulo, o Parlatório, o Dormitório, a Sala dos Monges, o Refeitório e a célebre e imperdível Cozinha do Século XVIII.


Distância ao Dom Gonçalo: 36km, 41 mins http://www.mosteiroalcobaca.pt

Mosteiro da Batalha

Mosteiro da Batalha


O Mosteiro de Santa Maria da Vitória, também designado Mosteiro da Batalha é, indiscutivelmente, uma das mais belas obras da arquitetura portuguesa e europeia, integrando a Lista do Património da Humanidade definida pela UNESCO, desde 1983.

Este excecional conjunto arquitetónico resultou do cumprimento de uma promessa feita pelo rei D. João I, em agradecimento pela vitória em Aljubarrota, batalha travada em 14 de agosto de 1385, que lhe assegurou o trono e garantiu a independência de Portugal. As obras prolongaram-se por mais de 150 anos, através de várias fases de construção. Esta duração justifica a existência, nas suas propostas artísticas, de soluções góticas (predominantes), manuelinas e um breve apontamento renascentista. Vários acrescentos foram introduzidos no projeto inicial, resultando um vasto conjunto monástico que atualmente apresenta uma igreja, dois claustros com dependências anexas e dois panteões reais, a Capela do Fundador e as Capelas Imperfeitas. D. João I doou-o à ordem de S. Domingos, doação a que não foram alheios os bons ofícios do Doutor João das Regras, chanceler do reino, e de Frei Lourenço Lampreia, confessor do monarca. Na posse dos dominicanos até à extinção das ordens religiosas em 1834, o monumento foi depois incorporado na Fazenda Pública, estando hoje na dependência do IGESPAR, assumindo-se como um espaço cultural, turístico e devocional.


Distância ao Dom Gonçalo: 16 km, 21 mins http://www.mosteirobatalha.pt

Convento de Cristo de Tomar

Convento de Cristo de Tomar


O Convento de Cristo em Tomar, sede das ordens religiosas e militares do Templo e de Cristo foi classificado como património da humanidade, entre outros critérios pelo reconhecimento da originalidade do bem cultural, associada ao génio criativo da humanidade.

No caso do Convento de Cristo esta classificação baseia-se, sobretudo, na existência do “oratório” dos templários e na fascinante “janela ocidental” da nave manuelina. 
No primeiro caso porque, para além de ser um dos melhores, entre os raros exemplares existentes, simboliza o mundo medieval europeu, das cruzadas e da defesa da fé. No segundo caso a “janela manuelina” constitui, na sua gramática decorativa, a primeira síntese das artes europeia e oriental. Mas, além do “oratório” e da “janela”, há o complexo monástico, um dos maiores da Europa que, aliado a um admirável enquadramento paisagístico, nos leva à tentação de o comparar com a “cidade interdita” de Pequim, mais pequena na escala dos valores patrimoniais, mas incomensurável no esplendor de transcendência cristã.


Distância ao Dom Gonçalo: 35,0 km, 40 mins http://www.conventocristo.pt

Unhandled Exception

Message:

Module 'imagick' already loaded

Location:

Unknown on line 0