Fátima e Santuário

A 13 de maio de 1917, três crianças cuidavam de um pequeno rebanho, no lugar da Cova da Iria, em Fátima, quando foram surpreendidos pela aparição de uma “Senhora mais brilhante que o sol”. A Senhora disse-lhes que era preciso rezar muito, e voltou a aparecer mais vezes. A Capelinha das Aparições está num dos locais onde uma das aparições se deu. Assistir à Procissão das Velas é viver um momento de grande fé e esperança e poderá fazê-lo para além do dia 13 de maio e de outubro, ao longo de todo o ano, especialmente no Verão que acontece diariamente.

Para além da Capelinha das Aparições e da Basílica, o Altar do Mundo ganhou novo espaço de meditação: a Basílica da Santíssima Trindade. A obra, assinada pelo arquitecto greco-ortodoxo Alexandros N. Tombazis, conta com mais de oito mil lugares sentados. O edifício, que contou com o contributo de inúmeros artistas de todo o mundo, impressiona pela dimensão, tanto quanto pela simplicidade. O painel de 500 metros quadrados, colocado atrás do altar, não deixa ninguém indiferente. Ouro e terracota foram as matérias-primas utilizadas na obra de Pe. Ivan Rupnik, jesuíta esloveno famoso pelo seu trabalho na capela Redemptoris Mater, no Palácio Apostólico do Vaticano.

O projecto de engenharia da Igreja, inaugurada em outubro de 2007, tinha sido já distinguido com a atribuição do Prémio Secil Engenharia Civil, o mais alto galardão de Engenharia atribuído em Portugal. Em 2009 ganha o Prémio OStrA e o "Nobel da Engenharia" pela IABSE.

Não deixe de visitar também a Casa dos Pastorinhos, a Casa-Museu de Aljustrel (Museu Etnográfico), a Via Sacra e o Calvário.


Fátima e Santuário


Fátima, para milhares de pessoas, continua a ser o Altar do Mundo. Um refúgio de fé e de encontro com Nossa Senhora.


by VirtualNet Veja o vídeo promocional ›
by VirtualNet
Procissão das velas Fátima, 13 de maio

Basílica da Santíssima Trindade